Dia do Trabalhador





No dia 1 de Maio de 1886, em Chicago, centenas de milhares de operários iniciaram uma luta histórica, fazendo uma greve geral reivindicando o estabelecimento da jornada de oito horas de trabalho, sendo impiedosamente reprimidos pelas entidades policiais e patronais.

Em Portugal, só se voltou a comemorar livremente o 1º de Maio, a partir de 1974, com o fim do regime fascista que reprimia a celebração deste dia.

Com o fim deste regime de lápis azul, foi possível abrir portas à criação da Constituição da República Portuguesa, essa lei fundamental que faz este ano 40 anos.

Os jovens ecologistas assinalam este dia e saúdam todos os jovens que diariamente lutam pelos seus direitos, com especial ênfase nos locais de trabalho, resistindo contra políticas laborais injustas.

O anterior Governo PSD/CDS foi dos governos que mais afrontas colocou à Constituição e mais entraves colocou à emancipação dos jovens, obrigando muitos a emigrar por melhores condições de vida.

Grandes grupos económicos que empregam centenas de jovens com contratos de vínculo precário, utilizam esses mesmos contratos, bem como a falta de emprego, como formas de manipulação e opressão dos trabalhadores.

Grupos esses que desrespeitam contratos de trabalho que dizem claramente que os trabalhadores têm direito a usufruir do dia 1 de Maio como feriado.

Por isso mesmo, a Ecolojovem – “Os Verdes” está solidária com os jovens trabalhadores, associando-se às várias acções da CGTP pelo país.

Junta-te a nós na defesa dos teus direitos!

Viva a juventude!

Ecolojovem na Ovibeja

No passado dia 23 de Abril, a Ecolojovem - "Os Verdes" esteve presente na delegação que acompanhou o deputado José Luís Ferreira à feira da Ovibeja, em Beja.


Ecolojovem – Os Verdes assinala o Dia Mundial da Terra

O Dia Mundial da Terra celebra-se a 22 de Abril e foi criado em 1970, com o objectivo de alertar e consciencializar para a protecção do Planeta, utilização e gestão dos recursos naturais e educação ambiental.
Por ser um dia importante, do ponto de vista ecológico e de preservação dos recursos naturais, os Jovens Ecologistas, juntamente com o Colectivo de Setúbal do Partido Ecologista, irão assinalar esta data no dia 23 de Abril, de manhã, na Serra da Arrábida.

Com esta iniciativa, os Jovens Ecologistas pretendem dar relevância à importância do nosso planeta, o único que temos. Cada vez mais deve ser preocupação de todos nós o facto de a Natureza não ser conservada pela sua riqueza intrínseca, como deveria, mas apenas quando é fonte de lucro. A investigação feita na área das alterações climáticas e os impactes ambientais de diversos sectores da sociedade é vista como uma fonte de despesa e não como um investimento na qualidade de vida das pessoas, na saúde pública e no próprio Planeta.

É entendimento da Ecolojovem – Os Verdes que é necessário chamar a sociedade para o debate público sobre estas questões, sendo que o que já existe revela-se insuficiente para a tomada de medidas concretas sobre um problema emergente e com elevados impactos não só na espécie humana, mas também em todas as outras espécies que habitam o nosso planeta, com especial ênfase em espécies com menores capacidades de adaptação, ou com menor abrangência global.

Assim, os Jovens Ecologistas convidam todos a que os acompanhem nesta manhã de aprendizagem, que irá permitir conhecer um pouco mais a biodiversidade no nosso território, nomeadamente a da Serra da Arrábida, e estar em contacto com a Natureza.

Programa:

23 de abril, sábado.

10h00 - Visita ao Centro de Setúbal, com contacto com a população e distribuição de documentos

11h30 - Percurso Setúbal – Parque Urbano de Albarquel

13h00 - Piquenique, no Parque Urbano de Albarquel

Intervenção Heloísa no Debate de Urgência sobre Qualificação dos Cidadãos

Heloísa Apolónia faz a sua primeira intervenção no debate de urgência sobre qualificação dos cidadãos e reforça a importância do investimento na educação e qualificação, sobretudo quanto aos meios para a concretização destes investimentos: "Quando falamos de educação, não falamos de despesa, falamos de investimento. E aquilo que semearmos hoje, colhemos amanhã!". Refere ainda questões relativas à formação integral dos indivíduos, como a necessidade do reforço na área do desporto e da educação artística e tecnológica.


Não a um Futuro de Precariedade! Queremos Estabilidade!

Porque urge lutar por melhores e mais direitos. Porque os jovens foram uma das camadas mais afectadas pelas políticas de austeridade impostas ao nosso povo. Porque temos direito a ser felizes no nosso país. Por tudo isto, a Ecolojovem juntou-se às centenas de jovens que se manifestaram ontem contra a precariedade e pela estabilidade no mundo laboral.