Dia Nacional da Juventude - 28 de Março



"No dia 28 de Março de 1947, juntaram-se centenas de jovens num acampamento organizado pelo Movimento de Unidade Democrática Juvenil (MUD Juvenil) em Bela Mandil, no Algarve. Nesse dia, tal como já tinha acontecido noutras vezes e a outros antifascistas, foram reprimidos de forma violenta pela PIDE. Foi a luta destes jovens e de todo o povo do nosso País que levou, após anos de resistência, à Revolução de Abril e às conquistas que ela nos trouxe. Este dia passou a ser comemorado em Portugal por estar associado à luta da juventude, mesmo nas piores condições de repressão, por uma vida melhor dentro do nosso país."



Nos dias que correm, podemos não viver num regime ditatorial e fascista, mas são, ainda, muitas as razões pelas quais os jovens devem lutar e elevar a sua voz e ação.

As políticas levadas a cabo com o intuito de favorecer os grandes grupos económicos, aumentando as assimetrias e o desrespeito, promovendo a precariedade laboral, os baixos salários e as dificuldades económicas, são razão mais do que suficiente para que a juventude em Portugal tenha um papel ativo na reivindicação de direitos e liberdades.

Subjugados ao poder económico ficam também o Ambiente e a Natureza. Numa visão de que "vale a pena se der lucro" são muitos os desinvestimentos feitos nesta área, levando a uma saturação dos recursos naturais com drásticas consequências para o equilíbrio do planeta e para a saúde.

Os jovens ecologistas, hoje e sempre, estão presentes na batalha por uma vida digna. Por isso, dia 31 de Março iremos associar-nos à Manifestação da Interjovem: Exigimos Estabilidade! Basta de Precariedade! 

Associamo-nos a esta manifestação porque mais do que nunca urge lutar por condições dignas laborais que permitam a emancipação e pleno usufruto da vida.

Viva a Juventude!
Viva o Dia Nacional da Juventude!

Dia do Estudante - 24 de Março

"A 25 de Novembro de 1961, uma manifestação de estudantes pelo fim da Guerra Colonial e pelo fim do Regime Fascista resultou em centenas de estudantes presos e agredidos. O movimento de jovens que pretendia uma mudança para um Portugal democrático, que lutava contra o Regime Salazarista e pelo fim da Guerra Colonial foi crescendo, levando milhares de jovens a manifestarem-se por todo o país durante os anos de 1961, 1962 e até à Revolução de Abril de 74. Sempre perseguidos pela violência da polícia política, desde as prisões às torturas, os estudantes não se deixaram calar: em 1962, no primeiro Encontro de Associações de Estudantes, aprovou-se que o dia 24 de Março seria um dia de luta nacional, bem como uma comemoração do dia do estudante."

A Ecolojovem – “Os Verdes” não pode deixar de assinalar este dia atendendo que o último governo (PSD/CDS) foi dos governos que efetuou mais cortes na educação e na investigação, obrigando jovens a desistir dos estudos por não terem hipótese de suportar os encargos com estes. No ano em que se celebram 40 anos de Constituição é necessário afirmar que todos têm direito à educação.

Os jovens ecologistas irão sempre batalhar pelo princípio da universalidade e gratuitidade do ensino, em todos os seus graus, garantido, deste modo, a igualdade de oportunidade para todos. 
 
É necessário fazer entender que a educação é o veículo fundamental de desenvolvimento da sociedade e que deve estar assegurada a todas as crianças e jovens. 
 
Assim, a Ecolojovem saúda todos os jovens que diariamente lutam em defesa do seu direito à educação.

Viva os Estudantes!

Viva a Juventude!

Reunião com Associação de Defesa do Ambiente de Loures

A Ecolojovem - "Os Verdes" reuniu ontem com a Associação de Defesa do Ambiente de Loures (ADALoures), com o intuito de tentar perceber quais são os principais problemas ambientais neste concelho e dar a conhecer aquele que tem sido o trabalho dos jovens ecologistas nos últimos tempos.



Intervenção da Deputada Heloísa Apolónia sobre o Passe Jovem

Heloísa Apolónia intervém no debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2016 e apresenta a proposta de Os Verdes para reposição dos passes para estudantes 4-18 e sub-23, como forma de incentivo ao uso do transporte público e coletivo, como resposta ao desafio das alterações climáticas e por uma melhor sustentabilidade e qualidade de vida nas cidades.

Hora do Planeta 2016

Todos os anos a WWF – World Wildlife Fund promove a Hora do Planeta. A Hora do Planeta iniciou-se em 2007 em Sidney na Austrália, quando 2.2 milhões de pessoas e mais de 2000 empresas apagaram as luzes por uma hora numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.


Este ano, a Hora do Planeta celebra-se a 19 de Março às 20h30 com o mote “Faça brilhar uma luz sobre a ação pelo clima”, e a Ecolojovem irá associar-se a esta iniciativa.

Assim, convidamos todos os nossos companheiros a desligarem as luzes sábado entre as 20h30 e as 21h30 de modo a mostrarem o seu apoio à luta contra as alterações climáticas.

Como juventude ecologista que batalha todos os dias por um mundo mais justo e ambientalmente sustentável, não ficamos indiferentes às situações com que nos deparamos diariamente de degradação do nosso planeta.

Cabe-nos não só promover iniciativas que criem consciencialização ambiental na comunidade onde nos inserimos, como associar-mo-nos a iniciativas que o promovam igualmente.

A Ecolojovem saúda, ainda, a WWF por este dia e por todas as iniciativas que tem levado a cabo nos últimos anos de promoção do ambiente e da natureza.


Junta-te a nós.
Por um mundo mais ecológico.
Por uma juventude na vanguarda da sustentabilidade!

Intervenção da Deputada Heloísa Apolónia sobre Leite Escolar sem Lactose

Heloísa Apolónia intervém no debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2016 e apresenta a proposta de Os Verdes para integração do leite sem lactose no programa de leite escolar, em benefício da saúde e alimentação das crianças com necessidade específicas.

Intervenção da Deputada Heloísa Apolónia sobre Pobreza Infantil e Manuais Escolares

Heloísa Apolónia intervém no debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2016 e acusa o anterior Governo de alargar a bolsa de pobreza, incluindo a pobreza infantil: "Pelos vistos, as crianças tornaram-se a sua primeira prioridade quando estão na oposição, mas quando estão no Governo não há essa prioridade. Conclusão: os senhores ficam muito bem na oposição!"

Realça o esforço deste Orçamento no reforço do abono de família e na gratuitidade dos manuais escolares para o 1º ciclo e sugere outras propostas, com beneficio ambiental e social, como a desmaterialização dos manuais escolares.

Young Greens Go #overthefortress

Devido à crise humanitária de refugiados nos Balcãs, os Jovens Verdes irão juntar-se numa mobilização internacional para ajudar estes refugiados. Uma caravana de carros (iniciativa dos Jovens Verdes Checos) irá partir para os Balcãs dia 24 de Março. 


Para te juntares ou teres acesso a mais informações, visita o link.

71ª Assembleia Geral do CNJ

No passado dia 12 de Março realizou-se em Coimbra a 71ª Assembleia Geral do CNJ e a Ecolojovem esteve presente.



Aniversário Ecolojovem

A Ecolojovem - "Os Verdes" celebrou no passado dia 5 de Março o seu 27º Aniversário.









Dia Internacional da Vida Selvagem

O Dia Internacional da Vida Selvagem ("World Wildlife Day") celebra-se a 3 de Março. Este dia foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas a 20 de Dezembro de 2013. O dia foi escolhido como referência à data de criação da CITES - Convention on International Trade in Endagered Species of Wild Fauna and Flora - 03 de março de 1973.

Em 2016 o tema deste dia é "O futuro da vida selvagem nas nossas mãos" (The Future of Wildlife in Our Hands).

Assim, a Ecolojovem - "Os Verdes" não pode deixar de se pronunciar neste dia sobre a necessidade de defesa da Natureza e da sua vida selvagem. Pelo fim da ingerência do homem sobre o meio ambiente e pelo uso sustentável dos recursos, garantindo que todos tenham acesso a eles, incluindo as gerações vindouras.
Pugnamos ainda pela necessidade de criar zonas que protejam os habitats naturais das espécies, garantindo que as suas populações não se estinguem devido à falta de habitat utilizado pelo homem para fins recreativos e de lazer ou para destruição com vista à obtenção de grande capital por parte de algumas indústrias, como a indústria da celulose. 

A Ecolojovem – “Os Verdes” considera que a Conservação da Natureza necessita de maior investimento e de um reforço dos meios humanos e materiais, por constituir um eixo fundamental para a preservação dos habitats, da biodiversidade e dos ecossistemas naturais do nosso país, em prol da nossa qualidade de vida.
Para os jovens ecologistas é urgente inverter o rumo de desinvestimento que tem afettado a área da Conservação da Natureza, sendo o parente pobre das políticas prosseguidas nos últimos anos. 

Os jovens ecologistas irão manter-se atentos a estes problemas e sempre que necessário, irão travar batalhas no sentido de garantir que a Natureza e o meio Ambiente são valorizados e respeitados.

Viva a Natureza!

Viva a Vida Selvagem!

Dia Mundial da Protecção Civil




O Dia Mundial da Proteção Civil comemora-se a 1 de Março e foi instituído a nível mundial pela Organização Internacional de Protecção Civil (OIPC), sendo este o dia em que entrou em vigor a Constituição desta Organização.

A nível nacional, este dia, tem em 2016 o tema “A importância do patamar local na promoção de Comunidades Resilientes”, sendo promovido pela Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).
A Ecolojovem assinala esta efeméride com uma saudação de agradecimento a todos os agentes que integram o Serviço Nacional de Proteção Civil, nomeadamente aos corpos de bombeiros, às forças de segurança, às forças armadas, às autoridades marítima e aeronáutica, ao INEM e demais serviços de saúde, aos sapadores florestais e à Cruz Vermelha Portuguesa, os quais trabalham 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano para prevenir riscos colectivos inerentes a situações de acidente grave ou catástrofe, para atenuar os efeitos destas situações e para proteger e socorrer as pessoas e bens em perigo quando estas situações ocorrem. Deixamos também uma palavra de reconhecimento ao Estado, às Regiões Autónomas, às Autarquias Locais e a todos os Cidadãos que diariamente atuam em situações de Emergência.

Intensificamos a ideia de que uma política de protecção civil bem difundida na sociedade torna as comunidades mais resilientes e capazes de dar uma reposta mais rápida e eficaz a situações de perigo.

Viva as medidas de Autoproteção!

Viva a Proteção Civil!