Amanhã - Ecolojovem - «Os Verdes» reúne com Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências de Lisboa


A Ecolojovem - «Os Verdes» reúne amanhã, pelas 11:00h, com a Associação dos Estudantes da Faculdade de Ciências de Lisboa. 
Esta reunião tem como objectivo auscultar as preocupações e problemas dos estudantes que frequentam a Faculdade de Ciências. 
Após a reunião, a Juventude Ecologista realiza uma acção de contacto com os estudantes, à entrada da Faculdade de Ciências com distribuição de documento sobre Educação e Ambiente.

O contato do Gabinete e Imprensa de “Os Verdes”
(T: 213 919 642 - F: 213 917 424 – TM: 917 462 769 -  imprensa.verdes@pev.parlamento.pt)
www.osverdes.pt
28 de Outubro de 2015

Ecolojovem - «Os Verdes» na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Lisboa


A Ecolojovem - «Os Verdes» estará amanhã, pelas 13:00h, à entrada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, em Lisboa, para contacto com os estudantes e distribuição de um documento sobre Educação e Ambiente. 
  
O contato do Gabinete de Imprensa de “Os Verdes”
(T: 213 919 642 - F: 213 917 424 – TM: 917 462 769 -  imprensa.verdes@pev.parlamento.pt) 
www.osverdes.pt 
14 de Outubro de 2015

Ecolojovem considera que luta contra o desemprego tem de ser a prioridade



Os jovens têm direito a uma vida digna em Portugal

Perante o relatório "Tendências Globais de Emprego para a Juventude 2015" hoje divulgado pela Organização Mundial de Trabalho, onde se refere que Portugal registou uma taxa de desemprego jovem de 34,8%, face aos 16,6% da média da União Europeia, continuando a ser um dos seis países do sul do Mediterrâneo cuja taxa de desemprego jovem ultrapassa os 30%, a Ecolojovem – Os Verdes reafirma que é urgente que o combate ao desemprego seja uma prioridade.
Apesar de a taxa de desemprego jovem ter estabilizado nos 13% a nível mundial, continua muito acima dos 11,7% anteriores à crise e cerca de 43% dos jovens da população activa do mundo não tem emprego ou são trabalhadores que vivem em situação de pobreza.
A Ecolojovem – Os Verdes considera muito preocupante que Portugal continue a apresentar esta taxa de desemprego, que tem consequências gravíssimas para a vida dos jovens e a nível do desenvolvimento do país. Além disso, é preciso denunciar que milhares de jovens foram empurrados para a emigração, e que muitos não são contabilizados como desempregados devido a inúmeros artifícios criados pelo Governo no sentido de mascarar os reais números do desemprego.
Os jovens ecologistas manifestam também a sua preocupação pelo facto de o referido relatório salientar a persistência na desigualdade de género na área laboral, pois as taxas de participação das mulheres jovens no mercado de trabalho são consideravelmente mais baixas que as dos homens jovens na maioria das regiões do mundo. Acresce a esta situação o facto de as mulheres continuarem a estar mais expostas ao desemprego que os homens jovens.
A Ecolojovem – Os Verdes reafirma que é urgente uma mudança de políticas de forma a inverter o desemprego e a promover o emprego com direitos. De facto, nos últimos tempos tem aumentado o trabalho temporário, a tempo parcial e os baixos salários e a precariedade tem alastrado de forma brutal, sendo os jovens bastante afectados, muitas vezes não conseguindo outro tipo de emprego.
Estes valores, que representam pessoas que têm o direito a viver e a trabalhar no seu país, são bem demonstrativos de que as políticas de austeridade seguidas até aqui, além de não terem resolvido nenhum dos problemas do país, apenas vieram agravar as condições de vida dos portugueses e fazem com que os jovens se vejam impedidos de iniciar a realização do seu projecto de vida.
Para a Ecolojovem – Os Verdes a luta contra o desemprego tem de ser uma prioridade e outro caminho que não seja este, apenas demonstra uma clara falta de respeito pelas pessoas que caem no desemprego, o que é absolutamente inaceitável.

Ecolojovem - «Os Verdes»
9 de outubro de 2015