Ecolojovem - «Os Verdes» condenam a acção do Governo Turco e estão solidários com o Povo Turco

A Ecolojovem - «Os Verdes» manifesta aqui a sua solidariedade com o Povo e com o seu legítimo direito à manifestação, e condena o brutal comportamento das forças policiais e da posição do seu governo. Comportamento este, que causou até ao dia de hoje diversos mortos e milhares de feridos, e que tem desenvolvido uma repressão excessiva e desmedida sobre o povo turco.
A Ecolojovem está solidária com o legítimo e pacífico protesto dos manifestantes turcos, contra o abate de árvores centenárias e contra a destruição do parque Gezi, na Praça Taksim, uma das poucas zonas verdes do coração histórico de Istambul. Destruição esta, com o único propósito da construção de mais uma grande superfície comercial, indesejada pela população.
O Governo Turco exerceu, desde o inicio dos protestos e manifestações, uma repressão desmesurada sobre os manifestantes, tanto em Istambul, como em outras cidades. O direito ao protesto e à manifestação foi vedado violentamente, num estado que se diz de direito.
Após dias de ameaças, esta semana o Primeiro Ministro Turco decidiu ordenar a evacuação do Parque Gezi, não cumprindo os prazos determinados. Sob ordem do Primeiro Ministro, a policia atacou os ocupantes do parque de forma violentíssima. A policia prende advogados e médicos e qualquer pessoa que tende dar ajuda aos ocupantes feridos. Todos os  acessos à Praça Taksim estão bloqueadas pela polícia e quem tentar aceder à Praça será identificado como terrorista.
Os direitos humanos fundamentais dos cidadãos Turcos estão a ser violados.
Por isso, a Ecolojovem condena a acção do Governo Turco e o seu autoritarismo. A Ecolojovem apela ao Governo Turco que cesse a repressão sobre o povo turco, e apela ao Governo Português e aos partidos portugueses, que declarem que condenam a violência na Turquia, contra o povo.

A Ecolojovem apoia e está ao lado dos Jovens Verdes Turcos, Genç Yeşiller, na sua luta pacifica contra a destruição do parque e contra a repressão sobre o povo turco.
(fonte: The Big Picture, por Tolga Bozoglu/EPA)

Sem comentários: