“Os Verdes” lamentam decisão tardia do Ministério da Educação - Exames Nacionais – Ensino Profissional



O Partido Ecologista “Os Verdes” lamenta que seja tão tardia a decisão do Ministério da Educação e Ciência de recuar na aplicação do Decreto-Lei n.º139/2012, de 05 de julho, através da Portaria nº 74-A/2013, de 15 de Fevereiro, relativamente à avaliação sumativa externa para o acesso ao ensino superior aos alunos a frequentar os cursos profissionais este ano letivo:

·         Primeiro, porque quando recuou na aplicação da lei quanto à avaliação sumativa dos alunos do ensino artístico especializado, com a portaria n.º 419-B/2012 de 20 de dezembro, por uma questão de justiça e equidade deveria ter feito o mesmo com a dos alunos do ensino profissional;

 ·         Segundo, porque a Portaria saiu apenas a um dia útil do início das inscrições para os exames nacionais de acesso ao ensino superior, não dando às escolas tempo suficiente para preparar, com tempo, todo o processo de inscrições;

·        Terceiro, porque deixou que os alunos do ensino profissional e suas famílias estivessem à espera, durante todo este tempo, pela reposição de alguma igualdade no tratamento dos alunos por parte do Ministério;

·        Quarto, porque mostrou um total desrespeito pelo trabalho efetuado pelos professores, que nas escolas tiveram de fazer um trabalho suplementar de preparação destes alunos para a realização dos exames pedidos.

“Os Verdes” lamentam ainda a ausência de resposta do governo à Pergunta n.º 835/XII/2ª, de 9 de Janeiro, (em anexo), dirigida pelos deputados do Grupo Parlamentar de “Os Verdes” ao Ministério da Educação e Ciência, sobre toda esta situação relativa às alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho, na avaliação sumativa destes alunos, e esteja até agora à espera da resposta. Lamentamos que se negligenciem assim as perguntas, quando elas refletem as preocupações de centenas pessoas, que esperam pelas respostas.

O Partido Ecologista “Os Verdes”
O Gabinete de Imprensa de “Os Verdes”
www.osverdes.pt
Lisboa, 22 de fevereiro de 2013

Sem comentários: