ESCOLAS ENCERRADAS EM CASTRO VERDE: “OS VERDES” QUEREM EXPLICAÇÕES POR PARTE DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar “Os Verdes”, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Educação, sobre o possível encerramento de Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico em Castro Verde.

PERGUNTA:

O Grupo Parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” reuniu com as Comissões de Pais das Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico de Entradas, Casével e São Marcos da Atabueira, no concelho de Castro Verde.

Estas três escolas foram alvo de investimentos, nos últimos anos, no valor de meio milhão de euros. O Sr. Ministro da Educação proferiu afirmações públicas, segundo as quais, nenhuma escola seria encerrada sem que as autarquias fossem ouvidas.

Considerando que a autarquia está contra o encerramento e que não foi construído o parque escolar para receber os alunos destas escolas e que não consta na carta educativa do concelho de Castro Verde o seu encerramento;

Considerando ainda que algumas destas escolas têm vinte alunos, ficando no limiar para o não encerramento,

Solicito, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, S. Ex.ª a Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte Pergunta, para que o Ministério da Educação possa prestar os seguintes esclarecimentos:

- Confirma o Governo a intenção de fechar estas três escolas?

- Pondera o Ministério dialogar com a Autarquia conforme prometido?
- Em caso de encerramento, e depois de investimentos avultados nestas escolas, não estaremos perante uma má gestão da coisa pública?

- Segundo os últimos censos algumas destas freguesias estão em crescimento, não seria de ser feita uma avaliação antes do seu encerramento?

2 comentários:

Pedro Pereira disse...

Na União Soviética (URSS), no seu início, após a Grande Revolução de Outubro, os Sovietes deram primordial importância à alfabetização de jovens, adultos e idosos. Por isso chegou-se aos anos 70 e a taxa de alfabetização era de 99%; o grau de instrução crescia ao longo dos anos porque não se olhavam às despesas neste sector. Havia tantos cursos de Ensino Superior que até havia a Faculdade de Protecção da Natureza (coisa que nunca houve num país capitalista). Conclusão: se a direita é pela estupidificação, a esquerda é pela instrução!!! Actualmente já não existe a URSS, mas pode ver pelas políticas, nos eua, o grau de estupidez que lá abunda; por exemplo, é normal um universitário chegar ao fim do curso com dezenas de milhares de dólares (cerca de dezenas de milhares de euros) de dívidas por estudar, sem ter a certeza de arranjar trabalho!!!

Pedro disse...

Estive a fazer uma pequena pesquisa e verifiquei que para andar no MIT (nos eua), com a qual mariano gaaagogo (do ps do teixeira dos bancos) realizou uma parceria, tem uma propina anual de cerca de 40000 dólares (cerca de 40000 euros)!!! Adicionalmente, lá estimam que o orçamento do estudante, anual, é de mais de 50000 dólares (cerca de 50000 euros). Ora gostaria de saber como é que estes cabr### pensam que em portugal é possível andar numa universidade destas sem se ser milionário!?