Intervenção de Cláudia Madeira da Ecolojovem - «Os Verdes» no Acampamento pela Paz

Bem-vindos a este grande Acampamento pela Paz promovido pela Plataforma 35 anos CRP: "Juventude com Futuro é com a Constituição do Presente", constituída no âmbito da comemoração do 35º aniversário da Constituição da República Portuguesa, que se assinala este ano, e da necessidade de defender os direitos nela consagrados, nomeadamente o artigo 70º que consagra os direitos dos jovens, sobretudo num quadro de dificuldades agravadas para os jovens e para a população em geral.


Esta estrutura conta já com dezenas de organizações e associações de juventude, que se uniram para assinalar os 35 anos da nossa Constituição.
Desde a sua apresentação pública têm sido muitas as iniciativas realizadas, seja a nível da Educação, do Trabalho, do Desporto, da Habitação, do Ambiente, sempre com os direitos da CRP como pano de fundo.
E hoje estamos aqui, centenas de jovens, em defesa da paz, porque a Paz é um direito fundamental, consagrado na nossa Constituição. E porque os jovens vivem hoje num mundo ameaçado pela insegurança e pela guerra, é urgente afirmar a Paz e o direito dos povos à sua independência, soberania e autodeterminação.


Estes três dias em Avis estão a ser um momento ideal para o debate, o convívio e a troca de ideias e experiências entre jovens de todo o país, mas são também um momento de luta e de afirmação dos direitos da juventude, com particular destaque para o direito à Paz e à autodeterminação dos povos.
Temos tido debates, concertos, torneios desportivos, exposições, visitas, entre outras iniciativas, sempre em defesa dos nossos direitos.


Como sabemos, ao longo dos últimos anos a situação dos jovens tem-se vindo a agravar e os exemplos estão aí: são as dificuldades no acesso e na frequência da educação, é o desemprego e a precariedade a aumentar, é a dificuldade no acesso à habitação, no direito a um ambiente sadio e à qualidade de vida, aos transportes e à mobilidade, à cultura e ao desporto, são os atropelos às nossas liberdades e garantias, temos um país comprometido com guerras e ocupações que destroem milhares de vidas, entre tantas outras ofensivas que os direitos dos jovens têm sofrido.
Dizem-nos que esta situação é inevitável e que é assim porque tem que ser. Mas nós dizemos que há alternativas, porque a verdade é que há, e por isso não aceitamos esta situação porque as dificuldades e os problemas que sentimos no dia-a-dia têm responsáveis e mais não são do que o resultado de políticas que privilegiam os interesses de alguns, prejudicando os interesses e os direitos de todos, violando os direitos consagrados na Constituição.


Por tudo isto, não podemos permitir que destruam os nossos Direitos, Direitos que foram conquistados e que têm de ser respeitados.
O 25 de Abril, que trouxe a liberdade, a paz e a democracia, não é uma memória do passado, é hoje bastante actual e é na linha da Constituição de Abril que se encontram as soluções de que Portugal necessita.
O 25 de Abril abriu um caminho novo que agora tem de ser percorrido por nós, com novas lutas, novas conquistas, mas com os valores de sempre, com os valores de Abril.


Temos assistido a muitas tentativas de esmagamento destas conquistas, porque haverá sempre quem queira explorar os outros, passando por cima dos nossos direitos.
Mas não seremos nós, hoje e no futuro, que viraremos as costas à luta.
É urgente defendermos a Constituição, porque defendê-la é lutar pelos nossos direitos, é defender o direito a termos uma vida melhor, a vivermos num mundo mais justo, mais solidário, num mundo de paz.
Durante estes dias afirmámos e continuaremos a afirmar que a "Juventude com Futuro é com a Constituição do Presente”!


Pelos nossos direitos, pela paz, pela juventude!
Viva a Constituição de Abril!
Viva a Paz!
Viva Juventude!

Avis, 23 de Julho de 2011
Ecolojovem - «Os Verdes»
Cláudia Madeira


Intervenção em video aqui

Sem comentários: