ACAMPAMENTO DA ECOLOJOVEM-«OS VERDES» - “Pela Defesa da Água!”

Como tem vindo a ser habitual, a Ecolojovem-«Os Verdes», Juventude do Partido Ecologista “Os Verdes”, vai organizar o seu acampamento que, este ano, contempla a bonita vila de Constância. Este evento irá realizar-se de 25 a 29 de Agosto e os jovens ecologistas irão eleger o parque de campismo local como a base para lançar as várias acções previstas.

A temática escolhida para este ano é a Água, e a sua defesa como um bem essencial à vida. A Ecolojovem-«Os Verdes» tem defendido sempre uma gestão pública da Água, a preços justos e com serviço de qualidade. Mas a política que tem vindo a ser desenvolvida pelos sucessivos governos caminha no sentido de privatizar o sector da Água, algo a que a Ecolojovem é claramente contra, pois este é um sector estratégico e não um bem qualquer, que possa ser tratado como uma mercadoria, sujeito às regras nem sempre claras de mercado.

Ao longo dos dias irão cumprir-se diversas actividades que pretendem alertar os jovens e a população em geral para os problemas que afectam o recurso Água, como seja os problemas de poluição, de gestão ou ainda as sucessivas tentativas de privatização.

Na manhã de sábado e já em Vila Nova da Barquinha, os jovens ecologistas irão realizar uma acção de contacto com a população, que engloba a distribuição de documentos, e à noite prevê-se um regresso ao parque de campismo para uma tertúlia sobre o tema eleito: a Água. Esta tertúlia, que estará aberta a todos os que queiram participar activamente ou apenas ouvir, contará com a presença do dirigente nacional de “Os Verdes”, Francisco Madeira Lopes.

Devemos ainda acrescentar que, apesar do objecto deste evento ser a Água, a Ecolojovem-«Os Verdes» não esquece o completo flagelo que desde o início do Verão tem assolado o nosso país: os incêndios. A perda de património natural e edificado, destruição de áreas protegidas, que ficam desta forma completamente despidas e desprotegidas de flora e faunas, em muitos casos, raras; populações que perdem bens e sustento; bombeiros que perdem a vida no combate a um inimigo sem rosto… estas têm sido imagens que têm marcado o nosso país e que infelizmente têm vindo, constantemente, a acumular-se ano após ano.

A Ecolojovem-«Os Verdes» reafirma, por isso, que é necessária uma biodiversidade florestal, revitalização do espaço rural e combate às alterações climáticas, entre outras, para uma efectiva prevenção de incêndios.

Junto se enviam algumas das actividades programadas

25 de Agosto – Quarta-feira

Reunião com associação juvenil para debater questões sobre a juventude

27 de Agosto – Sexta-feira

Descida do rio e outras actividades desportivas

28 de Agosto – Sábado

Acção de rua em Vila Nova da Barquinha

Tertúlia sobre a Água com a presença de dirigentes do PEV

Ecolojovem-«Os Verdes» assinala o Dia Internacional da Juventude

A Ecolojovem-«Os Verdes», juventude do Partido Ecologista “Os Verdes”, congratula-se pela comemoração do Dia Internacional da Juventude que se assinala amanhã, dia 12 de Agosto de 2010, e que terá como tema, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o “Diálogo e Compreensão Mútuos”.

A Assembleia Geral da ONU proclama ainda o ano de 2010 como o Ano Internacional da Juventude e estabelece como objectivo encorajar o diálogo e compreensão entre gerações e promover os ideais de paz, respeito pelos direitos humanos, liberdade e solidariedade.

Com metas definidas que incluem a redução de uma série de males sociais até 2015, como a extrema pobreza, a fome, a mortalidade materna e infantil, a falta de acesso à educação e cuidados de saúde, a ONU pediu o apoio local e internacional de governos, sociedade civil, indivíduos e comunidades do mundo.

A Ecolojovem-«Os Verdes» defende uma juventude cada vez mais participativa, solidária, conhecedora dos seus direitos, e livre. Acreditamos que é nos jovens que reside a força e a capacidade de mudança, através da promoção da sua participação activa na sociedade, para que esta seja cada vez mais sustentável, justa e solidária.

A Ecolojovem-«Os Verdes» irá manter-se activa na Campanha “Paz Sim, NATO Não”, pela promoção da Paz a nível mundial, para se alcançar um mundo de paz, solidariedade e transformação social.

Programa do Acampamento pela Defesa da Água


"Acampamento pela Defesa da Água"
25 a 29 de Agosto, Constância


Programa:


25 de Agosto (Quarta-Feira)
17h - Reunião com FAJUDIS (Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém)
22h - Jogo temático sobre Juventude, Água, Ambiente e Constância

26 de Agosto (Quinta-Feira)
10h – Peddy-paper
15h – Visita ao Jardim-Horto de Camões
Noite – Visita ao Centro de Ciência Viva

27 de Agosto (Sexta-Feira)
Descida do rio e outras actividades desportivas

28 de Agosto (Sábado)
10h - acção de rua em Vila Nova da Barquinha
21h - Tertúlia “Pela Defesa da Água!” com Francisco Madeira Lopes, dirigente do PEV

29 de Agosto (Domingo)
Álbum artesanal com materiais recolhidos durante a iniciativa

Contacto Verde Nº 91 já disponível



Estado da Nação
Nesta edição da Contacto Verde, o destaque vai para o debate do estado da Nação ocorrido no Parlamento no final desta sessão legislativa.
Na entrevista, Domingos Xavier Viegas coordenador do CEIF - Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais aborda a problemática dos incêndios florestais no nosso país, as iniciativas de investigação que se têm desenvolvido e as medidas em que considera necessário apostar.
No Em Debate, escreve-se sobre o Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social.

Acampamento pela Defesa da Água


CORTE NAS PRESTAÇÕES SOCIAIS - POBRES FICARÃO AINDA MAIS POBRES A PARTIR DE HOJE

A partir de hoje, com a entrada em vigor do novo cálculo de prestações sociais, aumentarão ainda mais as dificuldades dos portugueses com menores rendimentos e dos 18% que já vivem no limiar da pobreza.

Num país com um dos maiores riscos de pobreza em toda a Europa, onde se agrava cada vez mais o fosso entre os mais ricos e os mais pobres e com uma taxa de desemprego elevadíssima, o Governo opta, de forma cega e injusta, por dificultar o acesso dos cidadãos às prestações sociais, sobretudo às prestações de combate à pobreza, diminuindo, ainda, com as novas fórmulas de cálculo, o valor das mesmas. Tudo isto com o argumento hipócrita de mais rigor nos critérios de atribuição das prestações.

Para “Os Verdes”, este constitui mais um ataque inaceitável às camadas mais fragilizadas da sociedade. As novas regras que entrarão em vigor a partir de hoje não têm outro objectivo senão o de cortar nos gastos e despesas, arredando do acesso aos apoios sociais um conjunto significativo de pessoas que actualmente beneficiam destes subsídios.

Depois dos ataques ao sector da saúde e dos planos de restrição nos hospitais, em que a palavra de ordem é cortar, depois do congelamento de salários e do aumento de impostos, como o IVA e o IRS, depois do agravamento das penalizações dos reformados e do congelamento dos aumentos dos apoios sociais, com o valor do indexante de apoios sociais a vigorar em 2010 igual ao que vigorou em 2009, as camadas mais desfavorecidas da população vão ter que encaixar mais um duro golpe.

No país da Europa com a maior taxa de abandono escolar precoce e com uma das maiores taxas de pobreza infantil, os cortes previstos nas bolsas de estudo do ensino superior e na acção social escolar, vão agravar ainda mais esta situação e, assim, hipotecar várias gerações e o desenvolvimento futuro do país, no qual a formação escolar é algo de fundamental.

“Os Verdes” consideram que estas medidas são inaceitáveis e vão empenhar-se na luta contra estas decisões do Governo do Partido Socialista. O PEV solidariza-se ainda com todas as entidades empenhadas no combate à pobreza e em acções de solidariedade com os mais desfavorecidos que, nos últimos tempos, têm alertado com maior insistência para as consequências que estas medidas vão ter nas populações sobre as quais intervêm, nomeadamente crianças, idosos e desempregados.

O Partido Ecologista “Os Verdes”

Lisboa, 2 de Agosto de 2010