Ecolojovem subscreve apelo "Por um Mundo Livre de Armas Nucleares!"


Por um Mundo Livre de Armas Nucleares!
Tendo em conta a realização da Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação Nuclear

A paz e a segurança mundial permanecem ameaçadas por 26.000 armas nucleares, prontas a utilizar ou armazenadas.
O horror de Hiroshima e Nagasaki recordam-nos que as armas nucleares destroem instantaneamente inúmeras vidas humanas, atormentam as gerações futuras e devastam as sociedades atingidas.
Os Hibakusha, os sobreviventes das bombas atómicas lançadas sobre o Japão em 1945, insistem na advertência que a humanidade não pode coexistir com as armas nucleares. Jamais deverá haver lugar à ameaça de tal crime se repetir em qualquer parte do mundo.
Pela sobrevivência da espécie humana, pelas gerações futuras, queremos um mundo livre de armas nucleares, que deve ser alcançado através de acções de cooperação internacional em prol da paz.
Com a realização da Conferencia de Revisão do Tratado de Não Proliferação Nuclear, que se reunirá sob os auspícios das Nações Unidas, em Nova York, de 3 a 28 de Maio, e tendo como objectivos banir de imediato o desenvolvimento e a instalação das armas nucleares e finalmente eliminá-las em todo o mundo, apelamos,
- A que os Estados detentores de armas nucleares declarem que não ameaçarão ou utilizarão a arma nuclear contra qualquer outro Estado;
- À total interdição dos ensaios nucleares e do desenvolvimento de armas nucleares
- À proibição da militarização do espaço
- A um compromisso universal e à concretização de acções efectivas e coerentes pelo desarmamento nuclear
- À interdição absoluta e à destruição de todas as armas nucleares e de destruição massiva, armas de terror e de extermínio em massa de populações
- À aplicação de medidas que promovam a segurança mundial, com a desmilitarização das relações internacionais e o desarmamento global e controlado.

Sem comentários: