Novo nº da Contacto Verde


Balanços e apostas
Nesta edição da Contacto Verde o destaque vai para o balanço da actividade do Grupo Parlamentar “Os Verdes” neste final de legislatura.

Na entrevista, José Luís Ferreira, líder de bancada do Grupo Municipal “Os Verdes” de Lisboa, que integra a lista da CDU às próximas eleições, aceita um desafio da Contacto Verde.
No In Loco, o geógrafo João Paulo Forte, o cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Alvaiázere, candidato independente proposto por “Os Verdes” aborda as ameaças ao património ambiental e a importância de um futuro sustentável para este concelho.
No Em debate, Álvaros Campos, presidente do CNA – Clube Naturista do Algarve, escreve sobre os desafios e potencialidades deste movimento.

Juvenews N.º 17



Já podes consultar aqui o novo número da Juvenews.

"Os Verdes" questionam Assembleia sobre atrasos nas bolsas e susbsídios


"Os Verdes" questionaram o Governo sobre o atraso no pagamento de bolsas ou subsídios, recentemente denunciado pela Associação dos Bolseiros de Investigação Científica, atrasos que se repetem recorrentemente e para os quais já não existe justificação aceitável.
«A Associação dos Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) voltou recentemente a denunciar os atrasos recorrentes na entrega dos montantes mensais relativos a bolsas ou subsídios, tendo promovido uma acção de protesto na rua (acampamento).
Acresce que este problema afecta de forma grave a estabilidade dos estudantes e investigadores, afectando não apenas a sua produção académica, mas a sua própria vida pessoal e familiar, mormente nos casos de bolseiros de investigação que desempenham funções de carácter permanente para as instituições onde desenvolvem o seu trabalho e para os quais, a dita bolsa, representa, de facto e na prática, o seu vencimento mensal (equivalente a uma retribuição salarial).
Por isso, os atrasos, acabam por representar, muitas vezes, o corte no rendimento familiar com todas as consequências. Noutros casos, as bolsas que deveriam servir para pagar as propinas, vêm com meses de atraso obrigando os bolseiros a expedientes para pagar as mesmas, para poderem continuar matriculados e prosseguir os estudos.
(...)
É de facto inadmissível que estas situações se repitam constantemente e as justificações burocráticas ou financeiras não só não resolvem os problemas reais dos bolseiros, como revelam a face do sub-financiamento a que o sistema de bolsas está votado, e os estrangulamentos e constrangimentos da FCT.
Assim, solicito, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, a V. Exa. o Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a presente pergunta para que o Ministério da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior me possa prestar os seguintes esclarecimentos:
Quantas bolsas e bolseiros estão neste momento em atraso?
Para quando se prevê o início do seu pagamento? Que razões justificam estes atrasos?
Porque razão os bolseiros não conseguem sequer uma resposta da FCT?
Que compensações serão atribuídas a quem teve encargos acrescidos pelo facto das bolsas não serem pagas a tempo e horas? »

Acampamento 2009

Novo nº da Contacto Verde

Escolhas ecologistas

No novo nº da Contacto Verde o destaque vai para a revogação do regime dos PIN e PIN+ proposta por “Os Verdes”.
Na entrevista Rui Lopo, candidato da CDU por “Os Verdes” à Câmara Municipal do Barreiro, dá a conhecer a sua perspectiva sobre as questões ambientais do Concelho e defende a possível eleição de um vereador de “Os Verdes”.

No In Loco são apresentados os primeiros candidatos às eleições legislativas, que se irão realizar a 27 de Setembro, pelo círculo de Lisboa.

No Em debate escreve-se sobre a tertúlia organizada por “Os Verdes” sob o mote “O papel dos Caminhos-de-Ferro no desenvolvimento da Região do Grande Porto”.

Juvenews Nº 16


Já podes consultar aqui o novo nº da Juvenews!

Acampamento 2009

O Acampamento Nacional da Ecolojovem – “Os Verdes” já está marcado e contamos contigo!
Vai ser a 28, 29 e 30 de Agosto em Bragança, no Parque Natural de Montesinho.

Este ano o tema é “Porque aqui também há vida”.
A Ecolojovem defende que tem que se investir em todas as regiões e não só nos grandes centros urbanos e, só assim, os jovens podem viver na sua região com a qualidade de vida e os Direitos a que têm direito!
Junta-te a nós nesta acção de convívio e boa disposição, de troca de ideias e de experiências.

Inscreve-te quanto antes para organizarmos algumas questões de logística.

Contacta-nos para te inscreveres ou para mais informações:
Ecolojovem - "Os Verdes"
Rua da Boavista, Nº 83 - 3º Dto
1200-066 Lisboa
E-mail: ecolojovem@osverdes.pt
Site: http://www.osverdes.pt/

Contamos contigo e podes trazer amigos!



28 de Agosto (Sexta-Feira)
- Pintura de Faixa
- Jantar
- Jogo

29 de Agosto (Sábado)
- Contacto com população/distribuição de documentos
- Pic-nic
- Actividades Livres/Praia fluvial
- Jantar
- Tertúlia “Vinhas viver para o interior?” com Manuela Cunha, dirigente de “Os Verdes” e cabeça de lista à Assembleia da República pelo Distrito de Bragança.

30 de Agosto (Domingo)
- Percurso pedestre no Parque Natural de Montesinho
- Almoço

Faz já o download da ficha de inscrição aqui!

Novo outdoor de "Os Verdes"


Começaram já a ser colocados, em Lisboa e Setúbal, os novos cartazes do Partido Ecologista “Os Verdes” que poderão ser vistos em todas as capitais de distrito e ainda nos concelhos de Mirandela e de Santa Maria da Feira.
O outdoor em causa aborda a temática da Produção e do Consumo Local que, para o Partido Ecologista “Os Verdes”, é uma área estratégica para a defesa e o desenvolvimento da economia nacional e regional.
Esta tem sido, aliás, uma questão na qual "Os Verdes" se têm empenhado desde há muito, pela absoluta necessidade de garantir a nossa soberania alimentar e de reduzir a nossa dependência externa, que é cada vez maior.
Por outro lado, esta é ainda uma questão que não pode ser dissociada do problema das alterações climáticas e da necessidade urgente de reduzir a emissão de gases com efeito de estufa. Ao reduzir a necessidade do transporte de mercadorias em grandes distâncias estaremos a contribuir para a redução dessas emissões.

Ecolojovem-«Os Verdes» no Avante


Juvenews N.º 15

Novo número da Juvenews, aqui:

Tempo de Antena dos Verdes

Medidas urgentes para a juventude

A Juventude CDU entende ser necessária a aplicação de um vasto conjunto de medidas de apoio aos jovens para que estes possam alcançar a emancipação e a qualidade de vida a que têm direito:
- Gratuitidade dos manuais escolares durante a escolaridade obrigatória;
- Aplicação da Educação Sexual em todas as escolas de forma transversal;
- Pela valorização da avaliação contínua, fim dos exames nacionais do Ensino Secundário e Básico; - Nova Lei de Financiamento do Ensino Superior – Fim das propinas;
- Revogação do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior – Pela participação democrática dos estudantes, não à “empresarialização” da Escola Pública;
- Fim do Processo de Bolonha – Não à Privatização da Educação;
- Passagem a efectivos de todos os trabalhadores que desempenham funções de carácter permanente – Fim do trabalho precário;
- Alargamento dos critérios de acesso ao subsídio de desemprego e prolongamento do período de atribuição;
- Implementação das 35 horas de trabalho semanal e um período máximo de 7 horas de trabalho diário;
- Criação de um Plano Público de Habitação que assegure o direito à habitação a todos os jovens, e o estabelecimento pela Caixa Geral de Depósitos de 0,5% como valor máximo de spread nos empréstimos à habitação;
- Consagração da exploração e gestão da água como um bem público, a preços justos e com serviços de qualidade;
- Gestão pública dos transportes públicos colectivos de passageiros com preços socialmente justos e com a generalização do passe social;
- Nova Lei do Associativismo Juvenil – Mais apoios para todas as associações juvenis;
- Nova Lei do Regime Jurídico dos Conselhos Municipais de Juventude – Garantindo a participação das associações juvenis de cada concelho;
- Regresso das tropas portuguesas no Afeganistão e de todas as missões imperialistas de ocupação.

CDU Candidatos às Legislativas por Lisboa

Car@ Companheir@,

Hoje, dia 8 de Julho de 2009, às 18h vão ser apresentados os candidatos da Lista da CDU às Eleições Legislativas pelo Círculo de Lisboa, no Hotel Altis (Sala Roma) em Lisboa (Rua Castilho).

Com a participação de José Luis Ferreira, de “Os Verdes” e Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP. A nossa presença é importante para dar força ao projecto. Vamos todos juntos apoiar os candidatos de Lisboa.

Aparece e traz um amigo!

Saudações Ecologistas.

Amanhã: Tempo de Antena de "Os Verdes

Tempo de Antena de "Os Verdes"
Vai para o ar amanhã, dia 8 de Julho, na RTP1, antes do Telejornal.
Não percas!!

Novo nº da Contacto Verde


Por uma outra política
Nesta edição da Contacto Verde o destaque vai para a interpelação ao Governo promovida por “Os Verdes” na Assembleia da República sobre ambiente, desenvolvimento e política energética.
Na entrevista, Álvaro Saraiva, membro da Comissão Executiva de “Os Verdes” e candidato da CDU à presidência da Assembleia Municipal do Montijo, dá a conhecer a avaliação ecologista da actual política do Governo no domínio das autarquias e os pontos-chave da acção de “Os Verdes” no Montijo.
No In Loco são apresentados os cinco primeiros candidatos às eleições legislativas, que se irão realizar a 27 de Setembro, pelo círculo de Setúbal.

Apresentação JCDU - Medidas Urgentes para a Juventude


Hoje, na sede do Partido Ecologista "Os Verdes" teve lugar a apresentação das medidas urgentes para a Juventude propostas pela JCDU.
As medidas apresentadas vêm ao encontro das necessidades da nossa juventude, numa clara e forte defesa dos seus direitos.

Esta apresentação contou com presença de membros da Ecolojovem-«Os Verdes» e da JCP.

Convite - Medidas Urgentes para a Juventude


No próximo dia 6 de Julho, segunda-feira pelas 15 horas, vai ter lugar na sede do Partido Ecologista "Os Verdes" a apresentação das medidas urgentes para a Juventude propostas pela JCDU.

A Ecolojovem-«Os Verdes» considera necessária e urgente a aplicação de um vasto conjunto de medidas de apoio aos jovens para que estes possam alcançar a emancipação e qualidade de vida a que têm direito.

Aparece na sede de "Os Verdes", na Rua da Boavista N.º 83, 3.º Dto, Lisboa, e fica a conhecer que medidas a JCDU propõe para melhorar a qualidade de vida a que têm direito os jovens portugueses!

Saudação à Juventude

A juventude CDU saúda todos os jovens que levaram a sua luta até ao voto na CDU, no passado dia 7 de Junho. Este voto deu mais força à exigência de uma educação pública, gratuita, de qualidade, democrática para todos, livre de exames nacionais, propinas, Bolonha e RJIES; à exigência do direito ao emprego com direitos, pelo fim da precariedade, pelo fim do desemprego, por melhores salários; pela exigência do direito ao acesso ao despAdicionar imagemorto e à cultura para todos.
A CDU sobe em todos os distritos, contabilizando mais de 70 mil votos do que em 2004, permitindo que a CDU atingisse os 10,7% num contexto em que os partidos que executam a política de direita (PSD e PS), com destaque para a derrota eleitoral estrondosa do PS, fruto também da sua governação contra a juventude. Este facto, é um sinal de que é possível romper com a política de direita e de que é possível avançar na luta por uma vida melhor, sem injustiças e com direitos!
A nossa luta continua!
Conta com a CDU, e com a juventude CDU para, no Parlamento Europeu, na Assembleia da República e nas Autarquias, como na luta diária, nas ruas, nas escolas e nos locais de trabalho, construirmos um país mais justo, de progresso e paz!
Contamos contigo!

Hoje: Tertúlia no Porto

“O papel dos Caminhos-de-Ferro no desenvolvimento da Região do Grande Porto”
“Os Verdes” organizam uma tertúlia em defesa da ferrovia.

Vamos reflectir e agir na defesa do transporte ferroviário colectivo, um meio de transporte mais seguro e amigo do ambiente.

Aparece!
Hoje, às 21h30m, no Café A Brasileira.

Mortandade de peixe no Rio Alviela

“Os Verdes" entregaram na Assembleia da República uma pergunta questionando o Governo, através do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional sobre a mais recente mortandade de peixe no Rio Alviela, ocorrida ontem.
«...Foi mais uma vez denunciado pelas populações e pelo Presidente da Junta de Freguesia de Vaqueiros uma nova mortandade de peixe no Rio Alviela, entre “carpas e barbos”, alguns de dimensão considerável, a qual, provavelmente, conhecendo o historial dum dos Rios mais castigados no nosso país por descargas poluentes, terá sido causada por mais um crime ecológico.
São conhecidas as promessas de investimento que o Governo veio agora, em final de legislatura (à semelhança de outros finais de legislaturas), fazer para resolução do “cancro” do Alviela, designadamente em relação ao sistema de saneamento e ETAR de Alcanena.
Contudo, tal não pode servir de pretexto para se deixar de fiscalizar, vigiar, prevenir e tentar apurar em concreto quais as fontes poluidoras em cada momento, cumprindo a lei, penalizando os responsáveis que, de crime em crime, quase nunca são publica ou explicitamente conhecidos e adequadamente sancionados.
(...)
1. Qual foi/será a actuação da ARH do Tejo face a mais uma mortandade de peixe no Alviela a fim de recolher amostras, fazer análises, apurar as causas da mesma e encontrar os responsáveis?
2. Qual o papel do SEPNA/GNR nesse processo?
3. Que medidas serão/foram tomadas para limpar o rio do peixe morto e tentar melhorar a qualidade da água a curto prazo no Alviela depois de mais este lamentável episódio?
4. Que explicações, em sinal mínimo de respeito, serão/foram dadas às populações e autarcas ribeirinhos em relação a mais esta mortandade?»

Juvenews N.º 14

Novo número da Juvenews, aqui:

CPPC sobre tropas no Afeganistão e colaboração com a NATO


O ENFEUDAMENTO DE PORTUGAL
"Recentemente, numa reunião de Presidentes da UE, em Nápoles, Cavaco Silva – Presidente da República Portuguesa - declarou que "…se há um falhanço da NATO no Afeganistão, isso não pode deixar de ter efeitos com alguma gravidade na nova administração norte-americana e também na União Europeia" e defendeu "cooperação estreita" da UE com os EUA, não só na guerra contra o Afeganistão, mas também “nalguns conflitos”, referindo-se ao Iraque e Irão.
(...)
A NATO ... muito embora criada sob a capa de aliança defensiva para os seus membros nunca na sua história teve que os defender de qualquer ataque, mas, por outro lado, já promoveu agressões e ocupações de países independentes e soberanos como sejam os casos da Jugoslávia e Afeganistão.
(...)
O artigo 7º da Constituição da República Portuguesa preconiza expressamente o fim dos blocos militares e do colonialismo e preceitua que Portugal segue uma política de paz e respeito para com os outros povos.
O artigo 8º diz que Portugal se rege pelo Direito Internacional.
Portugal é membro da Organização das Nações Unidas. E tem uma Constituição Política.
Todas as instituições políticas portuguesas têm obrigação de respeitar os seus compromissos internacionais e a Constituição da República Portuguesa.
Não têm o direito de arrastar Portugal para os caminhos da guerra e agressão a outros povos. Sucessiva e progressivamente Portugal tem-se enfeudado aos interesses militaristas e imperialistas.
Foi assim com o envio de militares portugueses para o Kosovo, foi no triste incidente da “cimeira da guerra” nos Açores, está a ser, de maneira mais ostensiva com o esforço de guerra no Afeganistão, onde todos dias se cometem crimes contra a respectiva população civil.Daí considerarmos intrigantes e preocupantes as afirmações do Ministro da Defesa e do Presidente da República.
Mais consideramos, isso sim, um grande falhanço para a soberania e dignidade nacionais este caminho de agressão e guerra para onde estão empurrando os portugueses.
Viva a Solidariedade e Cooperação com os Povos. Viva a Paz."

As mulheres na vida política

O Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género - CIG vão desenvolver um conjunto de acções, em vários pontos do país, para promover a efectiva participação das jovens mulheres em todas as esferas da vida pública e, em particular, na participação política.

Com o lema "Na política, as mulheres são capazes!" vai realizar-se, no dia 18 de Julho em Lisboa, a primeira iniciativa que terá como principal objectivo promover a reflexão e divulgar instrumentos que possibilitem uma maior intervenção das mulheres na vida pública e política.