Consulta aqui a newsletter da FYEG - Federation of Young European Greens.
Esta é a edição de 2008/2009. Brevemente será publicado um novo número.
Se pretenderes receber a Ecosprinter por e-mail, contacta-nos através de ecolojovem@osverdes.pt

Tertúlia - “O papel dos Caminhos-de-Ferro no desenvolvimento da Região do Grande Porto”


Conscientes da importância que o comboio tem na vida das populações, da importância que a linha-férrea representa para a economia e o desenvolvimento local e regional e convictos das potencialidades do património paisagístico e cultural, “Os Verdes” consideram que é fundamental reflectir e agir na defesa deste meio de transporte colectivo, seguro e mais respeitador do ambiente.

Neste sentido, gostaríamos de contar com a sua/vossa participação na Tertúlia O Papel dos Caminhos-de-Ferro no Desenvolvimento da Região do grande Porto”, a realizar no próximo dia 3 de Julho (sexta-feira), pelas 21h30 horas, no Café Brasileira, sito Rua Sá da Bandeira - Porto (perto da estação S. Bento).

O Partido Ecologista “Os Verdes”

Próximas eleições



As próximas eleições já estão marcadas:
as legislativas a 27 de Setembro e as autárquicas a 11 de Outubro.

A Ecolojovem - "Os Verdes" continua empenhada no reforço do projecto ecologista nas próximas eleições, defendendo uma sociedade mais justa, mais equilibrada e mais sustentável.
Encaramos estes actos eleitorais com o objectivo de continuar a reforçar "Os Verdes" e a CDU.
Os resultados das Eleições Europeias já mostraram que é possível mudar de políticas, e que só assim alcançaremos a socieade que defendemos.
Estamos a preparar várias iniciativas no âmbito das campanhas eleitorais, entre elas o Acampamento Nacional, que será nos dias 28, 29 e 30 de Agosto, no Parque Natural de Montesinho, em Bragança.

Juvenews - Newsletter do Conselho Nacional de Juventude

A newsletter do CNJ já pode ser consultada aqui:

http://www.cnj.pt/juvenews/013.pdf

Os Verdes no Twitter: ensino superior

Ontem, no Debate Quinzenal na Assembleia da República, o Primeiro Ministro apresentou algumas medidas de apoio aos estudantes.

Eis algumas reacções de "Os Verdes" no Twitter à intervenção do Primeiro Ministro:
"Empréstimos para alunos do ensino superior: soluções do Governo passam sempre pelo recurso à banca!"
"Francisco Madeira Lopes acusa Governo de, com as suas medidas, não ter conseguido inverter tendência de abandono do ensino superior."
"Abandono do ensino superior está, com toda a certeza, ligado ao alto custo do ensino superior."

Segue aqui "Os Verdes" no Twitter!


Ficha de Inscrição para o Acampamento da Ecolojovem 2009

Faz o download da ficha aqui, preenche e envia para os nossos contactos!

Os custos do Ensino Superior

"Feitas as contas, nos últimos 15 anos, o valor das propinas no universitário público cresceu 452%"

"O facto das famílias pagarem mais que o Estado e o baixo valor do apoio social, são as duas faces desta moeda, que acaba por ter como resultado um ensino superior elitista que reproduz as desigualdade sociais"

"... existe uma grave deficiência no valor das bolsas que são insuficientes para fazer face aos custos totais dos estudantes”

Algumas conclusões de Luísa Cerdeira, economista e autora da tese de doutoramento “O financiamento do ensino superior português. A partilha de custos”

Clica aqui para ler a notícia completa.

Reunião da Ecolojovem-«Os Verdes» em Lisboa



...uma curtinha da IOL...

Não é usual, mas a estratégia funcionou, nem que seja no impacto visual, para além de ter obrigado o Governo a usar da imaginação para responder. O deputado Francisco Madeira Lopes, de «Os Verdes», surgiu no palanque do Parlamento com um balde azul, furado, que dizia simbolizar a política ambiental do actual executivo. Santos Silva respondeu, falando na necessidade de alguns partidos lavarem o seu convés. Madeira Lopes considera que a política ambiental e de energia do Governo tem «muitos furos». «De que adianta aumentar o nível de energia a este balde se não se preocupa em tapar os buracos existentes, sabendo-se que Portugal é o país da União Europeia com maior ineficiência energética» frisou. Na reacção a estas acusações, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, deixou uma sugestão: «O que eu gostaria de sugerir aos Verdes, mas também a outros grupos parlamentares da oposição, é que procedessem igualmente a essa higiénica operação de baldeação que, por vezes, é necessária», disse, depois de ter dito, também que «esse balde, do ponto de vista político, está cheio de preconceitos» e que «Os Verdes são uma partido que se balda para a economia verde». «Os Verdes» acusaram ainda o Governo de cumplicidade com «a campanha de publicidade enganosa promovida pela EDP com o dinheiro dos portugueses (que pagam da energia mais cara da Europa) em defesa das barragens» e que «pretende branquear os impactes desastrosos sobre a biodiversidade, para a qualidade das águas, sobre a erosão costeira, etc.» «Os Verdes» demonstraram ainda como com o mesmo volume de investimento previsto para as barragens, 3 mil milhões de euros, «seria possível, em menos tempo, com um retorno económico mais rápido e de forma mais eficiente, através de medidas de poupança e eficiência energética nos edifícios e nos transportes, contribuir para a redução da nossa dependência energética do exterior».
In IOL Diário, 19-06-2009

o "balde roto" das políticas de ambiente deste governo


"Os Verdes" acusam o Governo de teimosia, arrogância e cegueira política

“Os Verdes”, no passado dia 19, interpelaram o Governo sobre Ambiente, Desenvolvimento e Política Energética, no dia em que foi publicamente conhecido o aval político dado pelo Ministério do Ambiente ao Estudo de Impacto Ambiental da Barragem da Foz do Rio Tua.
Este Parecer foi a gota de água que fez transbordar o limite da paciência face à incúria de um Ministério que, de Ambiente, tem cada vez menos.
"Os Verdes" acusaram o Governo de insistir em opções energéticas que são falsas soluções para os problemas energéticos de Portugal, de desprezar as críticas de especialistas, académicos, ambientalistas, populações, associações locais e nacionais, e de não querer ver quando os impactos negativos são claramente superiores aos benefícios prometidos.
"A Barragem da Foz do Tua é o exemplo mais acabado disso mesmo, integrada no chamado Programa Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroeléctrico, um programa apresentado como verde e como novo mas que nem de novo nem de verde tem nada."

aqui a intervenção do deputado Francisco Madeira Lopes.

Ecolojovem-«Os Verdes» reúne em Lisboa

A Ecolojovem-«Os Verdes», juventude do Partido Ecologista "Os Verdes" reúne amanhã a partir das 10.30h, em Lisboa. A reunião, que decorrerá na sede nacional do Partido Ecologista "Os Verdes", terá como objectivo fazer o balanço das eleições europeias e preparar próximas iniciativas, entre elas o acampamento de verão e futuras acções para o ano eleitoral.

30 anos de Serviço Nacional de Saúde


A Saúde é um Direito fundamental consagrado na Constituição da República Portuguesa realizando-se “através de um serviço nacional de saúde universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito”
(Art. 64º da CRP).

Comemora-se este ano o 30º Aniversário do Serviço Nacional de Saúde.
Hoje, a CGTP-IN promove uma sessão, que vai contar com a presença de "Os Verdes", sob o lema "Revitalizar e investir no SNS para todos os cidadãos", na Aula Magna da Faculdade de Medicina de Lisboa, às 14h30.

A Ecolojovem - "Os Verdes" condena o actual estado da saúde em Portugal, que prejudica os utentes, os profissionais de saúde e o próprio Serviço Nacional de Saúde:

- O encerramento de diversos serviços – Hospitais, Maternidades, Serviços de Atendimento Permanente, Centros de Saúde – sem serem apresentadas alternativas tem deixado milhares de utentes sem médico de família e sem um acesso eficaz aos serviços de urgência.
- Os utentes pagam cada vez mais pelos medicamentos de que necessitam, a par de uma crescente desresponsabilização por parte do Estado.
- A atribuição de hospitais públicos à gestão privada é cada vez mais frequente, confirmando a visão de negócio que o Governo tem da Saúde.
- Os ataques aos Direitos dos trabalhadores são cada vez mais frequentes e mais graves, enquadrando-se na ofensiva geral aos trabalhadores da Administração Pública.

de pequenino é que se torce o pepino...

video

Estado de Cumprimento do Protocolo de Quioto

http://www.cumprirquioto.pt/quioto/List.action

Novo nº da Contacto Verde

Já podes consultar o novo nº da newsletter de "Os Verdes".
Nesta Contacto Verde o destaque vai para a avaliação feita por “Os Verdes” às políticas ambientais no âmbito do Dia Mundial do Ambiente.
Na entrevista, Antero Resende, cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, avalia as actuais políticas do Conselho, as propostas apresentadas pela CDU, em que esteve envolvido, e os desafios e possibilidades das próximas eleições.
No Em debate são analisados os resultados das eleições para o Parlamento Europeu.

Dia Mundial de Luta contra a Desertificação e a Seca

Assinala-se hoje, 17 de Junho,
o Dia Mundial contra a Desertificação e a Seca.
Este dia, proclamado pela Assembleia Geral da ONU em 1994, merece uma séria reflexão sobre o futuro do nosso planeta, uma vez que metade do território nacional está em risco de desertificação.
As principais causas da desertificação estão associadas ao uso inadequado do solo e da água, especialmente a agricultura e a pecuária intensiva.
Os sucessivos governos pouco ou nada têm feito no sentido de combater este problema, não por falta de leis, mas por falta de aplicação, além disso têm retirado verbas a programas de apoio.

- A ONU estima que o número de deslocados ambientais se encontre entre os 17 e os 24 milhões, podendo chegar aos 200 milhões em 2050!!

Consumir Local!

Sabias que?
- Um quilo de maçãs vindo da Nova Zelândia produz um quilo de CO2, enquanto um quilo de maçãs nacionais produz menos de 50g de CO2.
- A região transmontana não tem capacidade de escoamento dos seus produtos, nomeadamente a batata, quando o país é deficitário nesta produção e está a importar de outros países.
- O Partido Ecologista “Os Verdes”apresentou na Assembleia da República um Projecto de Lei sobre o Direito de Consumir Local.

A actual crise dos preços dos combustíveis e dos alimentos pode, e deve, ser superada com um novo modelo de política alimentar baseado no consumir local.
Muitos dos alimentos que consumimos são transportados ao longo de milhares de quilómetros agravando o fenómeno das alterações climáticas devido à emissão de gases poluentes.

A Ecolojovem - "Os Verdes" defende o incentivo e o apoio à produção nacional para que os produtores tenham oportunidade de comercializar e escoar os seus produtos e que os consumidores possam optar por produtos locais.
A produção nacional não pode ser discriminada pelo abuso do poder do mercado das grandes cadeias de distribuição.

Defendemos uma produção mais amiga do ambiente, mais equilibrada e com menos custos energéticos.

Por isso…
Sempre que possível opta por consumir local!
O Acampamento de Verão da Ecolojovem do ano passado teve como tema a defesa do Consumir Local e a Ecolojovem e "Os Verdes" continuarão a lutar por um efectivo apoio e valorização da produção nacional e do consumir local.

Entretanto, estamos já a preparar o acampamento deste ano!!

20 de Junho: Encontro da Ecolojovem em Lisboa


A Ecolojovem vai realizar mais um encontro!

Desta vez será em Lisboa, na sede de "Os Verdes", no dia 20 de Junho, pelas 10h30m.

Vamos preparar as nossas próximas iniciativas, entre elas o Acampamento de Verão.
Vamos conversar sobre vários assuntos, e tu podes sempre propôr novos temas para serem discutidos.

Estamos a contar contigo para fortalecer o projecto ecologista e para enriquecer este momento de convívio, de troca de ideias e sugestões.

Contacta-nos:
Ecolojovem-«Os Verdes»
Rua da Boavista, Nº 83, 3º Dto
1200-066 Lisboa
Tel: 21 396 03 08 / 21 396 02 91
E-mail: ecolojovem@osverdes.pt

Até dia 20 de Junho!
Contamos contigo e já sabes que podes trazer amigos!

A Ecolojovem-«Os Verdes»

Ecolojovem em campanha para as Europeias




A Ecolojovem em mais uma acção de campanha em Lisboa: hoje estivemos em frente à cantina da Universidade de Lisboa a distribuir documentos da Ecolojovem e da Juventude CDU e à noite, depois do jantar no Bairro Alto vamos fazer mais distribuições e contactos com os jovens, na zona do Bairro Alto e de Santos.

Vem participar connosco nesta acção!

E dia 7, não te esqueças: Vota Verde, Vota CDU!

Dia 7 de Junho Vota CDU!


No próximo dia 7 de Junho há eleições para o Parlamento Europeu!

Estas eleições têm uma importância muito grande e funcionam como que um "dois em um": em primeiro lugar servem para dar um sinal à Europa, à Europa que se tem afastado dos cidadãos e que recusou a realização de referendos ao tratado europeu; em segundo lugar estas eleições, sendo as primeiras de um total de 3 actos eleitorais que se realizam em 2009, serão uma avaliação do comportamento e dos resultados das políticas do nosso Governo.

Ir votar é, pois, absolutamente importante, para darmos um contributo e não permitir que os outros decidam por nós.

Votar na CDU é o voto mais válido. Por um lado, permite-te fazer do teu voto uma forma de protesto, assim como se ele dissesse "Não! Não permito que os que têm governado este país nos voltem a fazer mal!". Por outro lado, permite-te apoiar as propostas mais justas e valorizar quem mais trabalhou em prol dessa justiça.

O voto na CDU é o voto que o PS mais teme, porque sabe que é o voto no trabalho leal, o voto nas propostas alternativas mais benéficas para a população em geral e mais sérias, o voto não submetido a interesses instalados. No próximo domingo, vota na CDU, reforça a presença dos eleitos da CDU, para que tenhamos mais influência nos processos de decisão. A Europa e Portugal ganham com mais CDU. Não fiques em casa, vota para ajudara construir uma sociedade melhor.

O voto VERDE é, naturalmente, na CDU - coligação PCP-PEV!

Novo nº da Contacto Verde já disponível


7 de Junho: oportunidade de mudança
Nesta edição da Contacto Verde o destaque vai para as próximas eleições para o Parlamento Europeu e as “Dez Razões para Votar Verde”, resultantes da análise que “Os Verdes” fazem da necessidade de uma construção diferente e de políticas diferentes para a Europa.
Na entrevista Mónica Frassoni, co-president do grupo Verdes/Aliança Livre Europeia no Parlamento Europeu, dá a conhecer as motivações ecologistas para exigir o “Stop Barroso” e para o Novo Acordo Verde para a Europa e aborda as iniciativas no Parlamento Europeu.
No Em debate, apresentam-se em detalhe as “Dez Razões para Votar Verde”.
No In Loco, escreve-se sobre a grande marcha organizada pela CDU, que reuniu 85 mil pessoas em Lisboa.

Para subscreveres a newsletter envia um e-mail para: contactoverde@osverdes.pt

Eleições Europeias 2009 - "Os Verdes" organizam Encontro sobre Eco-Desenvolvimento

O Partido Ecologista “Os Verdes” organiza no próximo dia 3 de Junho na Baixa da Banheira, Concelho da Moita, Distrito de Setúbal, um encontro subordinado ao tema “Eco-Desenvolvimento” que contará com a participação de Nuno Cavaco (Geógrafo), João Pedro Figueiredo (Engenheiro) e também com a Deputada do PEV, Heloísa Apolónia.

Esta é uma iniciativa que tem por objectivo abordar questões relacionadas com a rápida degradação ambiental a que temos vindo a assistir nos últimos tempos. Para “Os Verdes”, é tempo de traduzir a sustentabilidade dos processos de crescimento no eco-desenvolvimento e transformar cada um de nós em agente de mudança.

“Os Verdes” convidam todos a comparecerem neste encontro, que se realizará no dia 3 de Junho, às 21.00h, no Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira.

Jantar no Bairro Alto

A Ecolojovem - "Os Verdes" vai realizar um jantar no Bairro Alto, na Adega da Barroca, no próximo dia 4 de Junho, às 20h30m.
Vai ser um momento de convívio e boa disposição e uma oportunidade para os jovens candidatos e eleitos de "Os Verdes" se conhecerem, trocarem ideias, experiências e opiniões.
Contamos contigo!
Para participares ou para mais informações, contacta-nos:
Ecolojovem - "Os Verdes"
Tel. 21 369 03 08

Tempo de Antena dos Verdes

Algumas fotos da palestra na ES Manuel Cargaleiro, Seixal